O que são hemorróidas, sintomas, causas, tratamento natural e com cirurgia da hemorróida, pomadas e supositórios para tratar e aliviar as hemorróidas. Abordamos o tipo de alimentação e muitas dicas para curar a hemorróida.


terça-feira, 28 de junho de 2011

Cirurgia para hemorróidas

Quando os sintomas são intensos (muito sangramento ou dor que não melhoram com tratamento clínico, limitação para praticar exercícios ou permanecer em pé), procedimentos cirúrgicos são a solução. As hemorróidas não evoluem para doenças mais graves nem aumentam o risco de ter câncer.
A cirurgia convencional, realizada com anestesia local, ráqui (na coluna) ou geral, é indicada para todos os casos e é a única que funciona para hemorroidas externas. Ela retira os vasos sanguíneos doentes e resolve o problema. Mas é dolorida e sua recuperação, longa, até dois dias de internação em hospital e repouso de 15 a 20 dias, com dor e sangramento. Felizmente, há tratamentos menos desgastantes.
Para as hemorróidas internas, a técnica de grampeamento chamada PPH, realizada com anestesia local, ráqui ou geral, dependendo da preferência do cirurgião, também retira os vasos doentes e é eficaz. A paciente recebe alta no mesmo dia ou no dia seguinte, e o tempo de molho em casa é de uma semana. Outra opção é o método THD (dearterialização hemorroidária transanal guiada por Doppler - um sinal de ultrassom que identifica fluxo sanguíneo por meio do som), que interrompe o fluxo sanguíneo responsável pelas hemorróidas inchadas. "A artéria é identificada com um Doppler e recebe uma sutura".
Assim como no PPH, a dor e o desconforto no pós-operatório são menores, pois o procedimento é realizado na região onde não há nervos sensitivos, ao contrário da cirurgia. "É feito com anestesia ráqui ou peridural e permite que a paciente vá para casa no dia seguinte e retome suas actividades em cinco dias".
Para os casos mais simples de hemorroidas internas, há ainda tratamentos com gelo e aplicação de infravermelho, que exigem apenas sedação e funcionam como cauterizações (sem que a veia seja retirada) - mais ou menos como se faz com os vasinhos da perna. A recuperação é instantânea.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL